Lucas Inocente
/dvap/06-planilha-de-investimento

Como fazer uma planilha de investimento?

A planilha de investimento, assim como o nome diz, é voltada e deve ser construída pensando nas pessoas investidoras ou grupo de investidores que você está pedindo investimento e estará apresentando seu projeto. Se você já está conversando sobre valores, provavelmente então você já fez uma apresentação sobre a empresa, o que ela faz e como ela será incrivelmente bem sucedida. A planilha serve para você tentar provar e poder entrar em detalhes sobre o plano que você apresentou anteriormente.

Com isso em mente, a pessoa investidora estará olhando para:

  • Como você irá gastar o dinheiro
  • Como você pretende ganhar dinheiro
  • Quanto você precisa para fazer a empresa rodar
  • Como ela irá lucrar com isso já que provavelmente não receberá salário por ser investidor

Então você precisa mostrar:

  • Em que áreas você estará gastando o dinheiro. Recursos Humanos? Marketing? Maquinário? Ferramentas? Aluguel?
  • Como será a sua curva de faturamento, ou seja, como será os números oriundos da aquisição de clientes e vendas?
  • Diminuindo as receitas com os gastos em algum momento o mês irá ficar positivo? A curva das receitas irá sobrepor o custo de investimento?
  • Quanto de receita estará no caixa no final do ano 1? E do ano 2? E do ano 5? Seu projeto é lucrativo a médio ou longo prazo?

Pense nisso mês a mês e vá representando esses números na planilha com cada coluna sendo um mês. Sempre projetando o futuro.

Um investidor irá querer receber no final do ano uma porcentagem dos lucros ou irá tentar vender a parte que ele é dono em algum momento futuro onde sua empresa já mostrou que é lucrativa e valerá mais do que o momento atual.

Se você está procurando investimento, imagino que você precise então de muitas coisas antes de começar a vender e ter seu próprio dinheiro, então com certeza sua planilha terá números negativos nos primeiros meses, em algum momento você irá começar a ganhar clientes e com isso lucrar mais até chegar em um ponto em que seu projeto começará a se pagar. Esse ponto é chamado de break even, ou ponto de equilíbrio, e a soma de todos os meses negativos até chegar a esse mês é o valor que você precisa de investimento.

Por exemplo, nos 10 primeiros meses você teve R$ 10 mil de prejuízo porque investiu em marketing e alguns freelancers, e a partir do 11º mês você começou a lucrar 1 mil. O total de dinheiro que você precisa para se manter até ficar lucrativo é de R$ 100 mil.

A planilha por si só qualquer um faz e coloca lá valores que somados irão gerar um resultado positivo. Essa é a parte fácil. Inclusive é bastante falada a frase "na planilha todo mundo é rico". A parte mais complicada é a de encaixar o seu plano com o que está na planilha.

Por exemplo na Fight Analytics nós precisávamos de scouters, que são as pessoas que assistem a luta (ou qualquer evento esportivo) e cadastra as informações de cada golpe, domínio, lutador e round para gerar as estatísticas que eram usadas na API e no widget. No nosso plano tínhamos a intenção de expandir para mercados do mundo todo, começando por ásia e europa para podermos ter mais mercado com mais mídias cobrindo os eventos. Isso com certeza geraria mais clientes mas também geraria mais custos. Queríamos fazer isso a partir do nosso segundo ano de empresa. Então a planilha precisava corresponder a esse plano. Fizemos uma linha com a quantidade de eventos que gostaríamos de cobrir por mês e a segunda linha que calculava quanto cada scouter ganharia por evento. Isso gerava um custo que seria aumentado de acordo com a expensão. Na outra parte, imaginávamos que conseguiríamos 5 clientes a mais por cada evento que começassemos a fazer a cobertura. Então junto com o número de eventos na planilha, o número de clientes também aumentava e com isso o nosso faturamento. A planilha precisa ser o demonstrativo financeiro do seu plano.

Eu lembro que desenhei o plano no quadro antes de passar pra planilha, ficou mais fácil de todos do projeto discutir e adicionar suas visões. Tenha um plano antes de pensar em investimento.

Quando eu vou fazer uma planilha eu gosto de dividir em duas grandes partes uma das entradas de dinheiro e outra das saídas. Fica mais fácil de visualizar e entender o fluxo do dinheiro. Gosto também de dividir em grandes áreas tanto de custos como de ganhos, como por ex: infraestrutura, despesas com rh, despesas com funcionamento, marketing, despesas financeiras, vendas do produto 1, vendas do produto 2.

Mês 1Mês 2Mês 3Mês 4Mês 5Mês 6
Saídas100010001000100010001000
Mkt500500500500500500
Sócio500500500500500500
Lucros05001000150015002500
Cliente500500500500500
Cliente500500500500
Cliente500500500
Cliente500500
Cliente500
Mês-1000-50005005001500
Caixa-1000-1500-1500-1000-5001000

Acima, um exemplo de uma mini planilha fictícia de uma empresa que tem como plano gastar R$ 500 de marketing, R$ 500 de salário para um sócio por mês e conseguirá um cliente a cada novo mês que irá gerar de receita outros R$ 500. Podemos ver que o mês 6 será o primeiro mês positivo (break even) e que para poder colocar o plano em ação a empresa precisará ter em caixa os valores negativos dos primeiros meses, somando revelará o valor total de investimento necessário de R$ 5.500 para alcançar o ponto de equilíbrio.

Fato curioso: no primeiro plano do primeiro investimento da Fight Analytics nós tínhamos em mente que precisávamos de um no-break que custava 8 mil reais. Conseguimos um emprestado e acabamos nunca usando. O investimento que estávamos tentando era uma aceleração de 30 mil reais. Imagina só gastar 30% de um investimento em um único aparelho que quase não teve uso?